domingo, 16 de setembro de 2007

O que é educação a distância?

Conceitos

Educação a distância é um método de transmitir conhecimento, competências e atitudes que é racionalizado pela aplicação de princípios organizacionais e de divisão do trabalho, bem como pelo uso inten­sivo de meios técnicos, especialmente com o objetivo de reprodu­zir material de ensino de alta qualidade, o que torna possível instruir um maior número de estudantes, ao mesmo tempo, onde quer que eles vivam. É uma forma industrializada de ensino e aprendizagem (PETERS, 1973).

O termo educação a distância cobre várias formas de estudo, em todos os níveis, que não estão sob a supervisão contínua e imediata de tutores presentes com seus alunos em salas de aula ou nos mesmos lugares, mas que não obstante beneficiam-se do planejamento, da orientação e do ensino oferecidos por uma organização tutorial (HOI.MBERG, 1977).

Ensino a distância é o ensino que não implica a presença física do professor indicado para ministrá-lo no lugar onde é recebido, ou no qual professor está presente apenas em certas ocasiões ou para determinadas tarefas (Lei francesa, 1971).

"Educação a distância pode ser definida como a família de métodos Initrudonais nos quais os comportamentos de ensino são executados em separado dos comportamentos de aprendizagem, incluindo aqueles que numa situação presencial (contígua) seriam desempenhados na presença do aprendente de modo que a comunicação entre o piofessor e o aprendente deve ser facilitada por dispositivos impressos, eletrônicos, mecânicos e outros (MOORE, 1973).

Educação a distância é uma relação de diálogo, estrutura e autonomia que requer meios técnicos para mediatizar esta comunicação. Educação d Distância é subconjunto de todos os programas educacionais caracterizados por: grande estrutura, baixo diálogo, e grande distância transacional. Ela inclui, também,a aprendizagem (MOORE, 1990).

Educação a distância é uma espécie de educação de educação baseada em procedimentos que permitem om estabelecimento de processos de ensino e aprendizagem mesmo que não existe contato face a face entre professores e aprendentes — elapermite um alto grau de aprendizagem individualizada. (CROPLEY e KAHL, 1983).

Educação a distância é um modo não contíguo de transmissão entre professor e conteúdos do ensino e aprendente e conteúdos da aprendizagem - possibilita maior liberdade ao aprendente para satisfazer suas necessidades de aprendizagem, seja por modelos tradicionais, não tradicionais ou pela mistura de ambos (REBEL, 1983).

Educação a distância é um termo genérico que inclui o elenco de estratégias de ensino e aprendizagem referidas como “educação por correspondência", ou "estudo por correspondência" em nível pós-escolar de educação,no Reino Unido; como "estudo em casa", no nível pós-escolar, e "estudo independente", em nível superior, nos Estados Unidos; como "estudos externos," na Austrália; e como "ensino a distância" ou "ensino a uma distancia", pela Open University. Na França, é referido como "tele-ensino" ou ensino a distância; e como "estudo a uma distância e "ensino a distância", na Alemanha; "educação a distância", em espanhol, e "teleeducação", em português (PERRIAULT, 1996).

Educação a distância se refere àquelas formas de aprendizagem organizada, baseadas na separação física entre os aprendentes e os que estão envolvidos na organização de sua aprendizagem. Esta separação pode aplicar-se a todo o processo de aprendizagem ou apenas a certos estágios ou elementos deste processo. Podem estar envolvidos estudos presenciais e privados, mas sua função será suplementar ou reforçar a interação predominantemente a distância (MALCOM TIGHT, 1988).

6 comentários:

Rayana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rayana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rayana disse...

Olá Rosi! Muito bacana o seu apanhando de conceitos sobre EaD.
Pude perceber que a EaD aconte de diversas formas por diferentes mídias e atinge pessoas diversificadas.

Me auxilou até compreender alguns aspetos do texto que eu postei!

Parabéns!

Rayana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabi disse...

Não concordo com duas citações postadas por você, pois em nenhum momento e qualquer tipo de educação deve ser considerada uma transmissão de conhecimentos, competências e, muito menos, atitudes. Sei que esse pensamento pode não ser o seu, acho legal (se tiver sido a sua intenção) demonstrar opiniões ainda bem negativas relativo a EAD. Precisamos reconhecer que ainda e sempre haverá pessoas em oposição.

Rosi.Proença disse...

Olá Gabrielle,

Muito legal mesmo a sua percepção. Analisando os conceitos apresentados, pode-se perceber uma linha cronológica que vai da década de 70 a 90 e o conceito não muda muito. As definições citadas, segundo Belloni (1990) são de modo geral descritivas e definem EAD pelo que ela não é, ou seja, a partir da perspectiva do ensino convencional da sala de aula,a exceção de Peters , que se utiliza de um conceito socioeconômico. Na visão de Maria Luiza Belloni, a separação no tempo -comunicação diferida- talvez seja mais importante no processo de ensino e aprendizagem em EAD do que a não contiguidade espacial (sala de aula).

Quanto à supervisão contínua e imediata citada por Holmberg, eu já concordo. pois no meu ponto de vista o tutor não exerce o papel de supervisor. A temática no curso é aberta e explicada pelo tutor que abre espaço para as contribuições dos aprendizes. O bom tutor está sempre lá, mas não interfere diretamente. O trabalho dele é bem maior sim, sem dúvida, mas ele o executa de forma bem diferenciada.

Muito legal dialogar com você.

abçs

Rosi